Atrasada, porém feliz

18:00


Pensei que tinha te encontrado de fato, no ônibus, mas encontrado. Pelo trajeto namoramos, casamos e construímos um futuro promissor. E então bruscamente retornei a minha realidade, você puxou a corda para próximo parada. Convenhamos, realidade cruel, como pode me manter distante de teus olhos, globo ocular fascinante, negro, avido e misterioso.

Dias atrás, corria. Estava atrasada, a cama estava irresistível e o relógio com ciumes de nosso relacionamento. Irada por levantar e de mau humor, avistei-lhe. Me deparei que se atrasar, pode sim ter seu lado bom, se nele contiver o vislumbre de seus cabelos corretamente ordenados para trás, e sua concentração na melodia que adentra teus ouvidos.

Entendo que o dilema esteja em procurar o amor em qualquer sorriso. Procurar por quem sonhe conosco,mesmo que isso seja ao lado de um garoto esbelto, em uma simples viagem de ônibus. Conscientizo-me todos os dias, como exercício, que devo persistir só em minha felicidade e não na caça de amores surreais, onde nunca haveria de ter conhecimento de minha existência.

Leia Também

0 comentários

Twitter

Subscribe