Então sigo sozinha ...

18:05


Meu coração sempre lateja ao ver quem amo dizendo adeus. Doí saber que eu não sou nem um terço do que eles são pra mim.

Ao tentar adiciona-los em minha vida muitas palavras são deixadas de lado ou não são dadas a mínima importância e assim que se fazem necessária, sou eu, a errada por não dito. Será que não foi dito? Ou sou eu que não tenho importância? Seja ao falar, seja no apoiar?

Talvez quando mudamos há essa necessidade dos que estão ao nosso redor mudarem ou partirem. Mas porque nosso coração não muda? Porque ele sempre se nega a entender que a vida segue com ou sem eles?

Leia Também

0 comentários

Twitter

Subscribe