Ausência

22:37


Oi, lembra de mim?

Dias atrás senti a necessidade de organizar toda a minha vida, comecei pelo meu mundinho particular, meu quarto. A toca precisava de ajustes e de desapego com determinadas coisas. Quando me deparei com aquele anel, um sorriso sincero surgiu sem querer e então me deparei com a saudade, que me consumiu, a ponto das minhas pernas cambalearem.

É, doei tempo e carinho a você, troquei e enfrentei pessoas e ocasiões, só para manter esta amizade intacta. E diferente de qualquer outra pessoa eu estarei aqui, disposta a juntar todos os cacos, assim como naquelas guerras, realidade versus ilusão.

A realidade independe da sua rejeição ao me ver perante a multidão, prometi estar ao teu lado independente do que der ou vier, e cumprirei mesmo que distante, meus pensamentos positivos são seus, assim como minhas orações antes de pousar a cabeça no travesseiro.

Só quero que saiba que venci meus monstros internos, não choro pelas mesmas coisas e não sou mais a garota boba que conheceu. Ah, se você soubesse todas as coisas que me seguiram ao decorrer destes anos ...

Para finalizar a melancolia que me agarrou por estas horas, queria afirmar, a falta que você me faz, a falta do teu abraço quando o mundo desabava. Desejo que você tenha conquistado tudo que sonhou, alcançado o que almejou e amado quem sempre lutou!


De uma amiga que te amou!

Leia Também

0 comentários

Twitter

Subscribe