Desejo não amar

14:54


Acordei e mais uma vez você esteve lá, em meus sonhos. Tornou-se rotina adormecer e acorda com os pensamentos em você. Talvez a resposta dos "porquês" esteja na paz que encontrei em seus olhos, na alegria de poder observar cada minúsculo gesto, que por mais simples, me ganha em cada detalhe. Já não compreendo a coerência dos meus princípios se você me tira dos trilhos.

A gente sempre dá um jeitinho de amar as pessoas que jamais serão nossas. Talvez o emocionante seja isso, imagina-lo e nunca possuir. O impossível, o proibido parece ser gostoso não é mesmo?

Tomada por dúvidas, vivo a sofrer em pensamentos. Talvez libera-los traria ou vida ou ao menos alívio momentâneo. Doí ser a incerteza de alguém, doí nem ao menos ser lembrada. A chama se apaga como se nunca houvesse queimado. Trago feridas que a qualquer olhar pode sangrar e levar-me a morte. Desejo não sentir o que me corrói, não querer pensar que um dia cheguei a te amar. São palavras amargas que possuem efeitos traumáticos.

Leia Também

0 comentários

Twitter

Subscribe